Tenha a app minube
Veja tudo melhor e mais rápido
Download
Aonde queres ir?
Entrar com Google +
Recomendar um lugar
Gostas de Plaza Mayor ?
Partilha com todo mundo
Aonde queres ir?

Plaza Mayor

info
guardar
Guardado

161 opiniões sobre Plaza Mayor

4
Ver fotos de Miguel Angel Rumayor
4 fotos

Excepcional

Em qualquer dia do ano, a qualquer hora do dia, não existe um lugar melhor para se encontrar ou se reencontrar que na Praça Mayor. Aqui iniciamos hoje, emocionados, nossa visita à Madri dos Austrias.

Começar neste lugar, inicialmente chamado de Plaza del Arrabal, tem um grave perigo: Você não vai querer sair, vai querer permanecer neste pequeno, acolhedor e belo mundo sem fim. Assim foi concebido, sem presunções, o mundo era Espanha e a Espanha era a sua Praça Mayor.
Porém tudo muda com seus vários personagens incluídos, ilustres arquitetos: Diego de Sillero, Juan Goméz de Mora, Sabatini, Juan de Villanueva. São os anos 1590, 1619, 1790 e 1854.

Que lindo é entrar por qualquer uma de suas nove portas antes de descer pelo Arco de Cuchilleros! Passaremos do claro/escuro ao deslumbrante espaço central.

Ali encontraremos algum amigo, que digo? Aqui todos são amigos, o amigo transeunte, o amigo mímico, o amigo homem estátua, o amigo ocioso, o amigo poeta, o amigo pintor, o amigo garçom. O que o senhor quer tomar? Cuidado com o que você pede! Felipe III te observa e nada lhe escapa erigido no centro da praça, montado em seu cavalo.
Miguel Angel Rumayor
7
Ver fotos de Pedro Jareño
7 fotos

Mítico

A Praça Maior de Madrid é, provavelmente, o local mais emblemático da capital, e bem o merece. A maior parte das cidades antigas espanholas têm a sua Praça Maior, mas a de Madrid é especialmente bonita. Presidida por uma estátua equestre e pelas centenas de turistas que a enchem, as suas cores, a sua beleza e o seu constante movimento face ao estático passar dos anos, dão-lhe um valor especial. Além disso, é o lugar ideal para ir comer umas tapas ou beber uma cerveja e também comer as tradicionais sanduíches de lulas (bocadillos de calamares). É um lugar absolutamente recomendável e a não perder se visitas Madrid.
Pedro Jareño
5
Ver fotos de SerViajera
5 fotos

O que rodeia a plaza mayor

Difícil escolher por qual rua chegar à Plaza Mayor, emblema da cidade. Eu gosto muito do Pasadizo de San Ginés (uma ruazinha estreita), que em uma das suas curvas esconde a maravilhosa Chocolatería com o mesmo nome, fundada em 1890. A Calle de Postas também tem seu toque: A Posada del Peine (Pousada do Pente), o alojamento mais antigo de Madri, fechado depois de quatro séculos de vida, hoje convertido em um hotel hi-tech.

Existem ruas em volta da praça que têm o nome das atividades comerciais da época, mercado principal da vila desde o século XV: Calle Bordadores (bordadores), Calle Esparteros (que fazem artigos e objetos de palha) e Calle Cuchilleros (cuteleiro). Fechada pelos quatro cantos, a praça albergou por um tempo as atividades comerciais mais importantes: açougues e padarias.

Hoje é território de pintores de rua e turistas que, dependendo do bolso, se sentam nas mesas dos restaurantes ou comem kebabs (comida de origem turca) e comida vegetariana nessas ruas de pedra iluminadas pelo sol.
SerViajera
14
Ver fotos de TINTIN08
14 fotos

Prefiro a praça no natal

Situada perto da Puerta del Sol (Porta de Sol), durante o ano está cheia de "terrazas" (parte externa do restaurante aberta) cuidado com o que você consome, é caro. A construção dos edifícios de três andares que “fecham” a praça é muito bonita, e a estátua com Felipe III no cavalo se destaca. Dizem que nela celebraram corridas de touros e eventos religiosos, mas prefiro pensar nessa praça nos dias perto do natal, que é quando fica cheia de bancas que vendem todo o tipo de miniaturas para decoração para a árvore de natal ou para você se fantasiar nesses dias. E também montam um carrossel que é a alegria das crianças.
TINTIN08
Ler mais 10
Publicar
4
Ver fotos de Camila Pierin
4 fotos

Um dos cartões postais de madrid, a p...

Um dos cartões postais de Madrid, a Plaza Mayor é uma praça "cercada" por construções antigas muito bonitas.

Tem vários restaurantes por lá e muitas lojinhas de souvenirs, mas fora isso não achei nada de mais.
Camila Pierin
2
Ver fotos de Cacilda Amaral
2 fotos

Sentir madrid

Sentar em um mesa de uns dos restaurantes em volta da praça ou parar para ver algum artista de rua é sentir Madrid de uma forma muito especial!
Cacilda Amaral
5
Ver fotos de Natalia Perazzo
5 fotos
Natalia Perazzo
5
Ver fotos de Jsm Rocha
5 fotos
Jsm Rocha
5
Ver fotos de Alejandra Yáñez
5 fotos

De volta ao nosso ponto de partida, a...

De volta ao nosso ponto de partida, a Puerta del Sol, que vão para a Plaza Mayor. Vamos levar a High Street, em seguida, tomar o Postas rua (lojas de souvenirs saturadas), que leva à Plaza Mayor (1848). Há muito tempo foi o ponto de encontro da cidade, isso significava que não foi organizada a feira mesmo, uma tourada que uma execução. Dos condenados surpreendente que, dependendo do tipo de morte (forca, machado ou clube) foi feita contra um edifício ou outra. Atualmente, os moradores desfrutam de um mercado de Natal e todas as manhãs de domingo e feriados um filatelia e numismática. É um lugar de encontro e de vários estabelecimentos turísticos, como o corte lojas chapéu velho ou Casa La Favorita Yustas, ambos de 1894 e da esquerda poucos na cidade, e chapéus Córdoba dividem espaço com outros monteras corte chapéus fashionista . Os terraços desta praça é um local popular para uma bebida, mas se você tiver que escolher, sem dúvida, algo castizo tem que ir a um dos moradores, cuja especialidade é sanduíche de lula e desfrutar de olhar para a estátua de Felipe III ou Casa Bakery, padaria da cidade, enquanto grande de volta. Deixamos para o Arco de Cutlers. Neste ponto, o ideal é passear, e propor uma viagem intrépida perdido nestas ruas (sempre na direção de Bailen). Pegue a estrada da Cava de San Miguel, suba um pouco pelo Conde de Miranda entrando em sua praça e descer o cotovelo da rua e dar a Nunciatura em Madrid. Vamos continuar andando na rua para voltar para Sacramento Street, o que leva Bailen rua onde se encontra a Catedral de Almudena eo Palácio Real. A estrada está cheia de placas comemorativas de eventos históricos ou convidados famosos de edifícios, provavelmente, e, infelizmente, muitos dos personagens são estranhos para os estrangeiros, mas eu encontrá-los maravilhoso, é como se os livros de história da Espanha se tornou realidade. E menciona dois locais, a praça da cidade, onde fica a estátua do almirante Álvaro de Bazán e cujo pedestal jogado os versos que Lope de Vega e deu-lhe uma loja de doces de religiosos, que são pecados tradicionalmente gananciosos, O Jardim o mosteiro (Cordon, 1) colocando uma vela perfumada perto da porta para que os viajantes não têm escolha a não ser ir como já não coze, os cheiros maravilhosos tem que vir de algum outro lugar. Passamos o tempo, 12 horas têm sido intensos, para ver mais você tem que fazer 24 horas ... Como Kelly Clarkson Stronger diz, o que não te mata te faz mais forte. E um último conselho geral. Sempre turisteo levar na mochila: uma garrafa de água, uma barra de energia, mudar a transportes públicos e uma jaqueta leve. E um cartão de onde eu vou ficar ... Nunca sei se pode parar para comer ou beber, se eu estiver cansado ou se será frio ou ar condicionado será polar ...

De nuevo en nuestro punto de partida, la Puerta del Sol, vamos rumbo a la Plaza Mayor. Cogeremos la calle Mayor, luego tomaremos la calle Postas (saturada de tiendas de souvernirs) que desemboca en la Plaza Mayor (1848). Tiempo atrás era lugar de encuentro de la ciudad, esto significaba que lo mismo se organizaba allí una feria, que una corrida de toros que una ejecución. De los sentenciados llama la atención que dependiendo del tipo de muerte (horca, hacha o garrote) se hacía frente a un edificio u otro. Actualmente, los madrileños disfrutan de un mercado navideño y todos los domingos y festivos por la mañana de uno filatélico y numismático.

Es un lugar de encuentro turístico y varios establecimientos de corte añejo como las sombrererías La Favorita o Casa Yustas, ambas de 1894 y de las pocas que quedan en la ciudad, las monteras y los sombreros cordobeses comparten su espacio con otros sombreros de corte más fashionista. Las terrazas de esta plaza son un lugar muy solicitado para tomar algo, aunque si hay que elegir algo castizo, sin duda hay que ir a alguno de los locales cuya especialidad es el bocadillo de calamares y disfrutarlo mirando la estatua de Felipe III o la Casa de la Panadería, tiempo atrás gran tahona de la ciudad.

Saldremos de ella por el Arco de Cuchilleros. Llegados a este punto, lo ideal es callejear, propongo un recorrido y a los intrépidos que se pierdan en estas calles (siempre rumbo a Bailén). Tomaremos la calle de la Cava de San Miguel, subiremos un poco por la de Conde de Miranda entrando en su plazuela y bajaremos por la calle del Codo y daremos con la Nunciatura en Madrid. Seguiremos caminando por la calle Sacramento hasta volver a la calle Mayor, que desemboca en la calle Bailén donde nos encontraremos la catedral de la Almudena y el Palacio Real. El camino está plagado de placas que conmemoran hechos históricos o huéspedes ilustres de edificios, probablemente y lamentablemente, muchos de los personajes sean ajenos para los extranjeros, pero yo los encuentro maravillosos, es como si los libros de Historia de España se convirtieran en realidad. Y mencionaré dos sitios, la plaza de la Villa, donde se alza la estatua del almirante Álvaro de Bazán y cuyo pedestal reproduce los versos que Lope de Vega le dedicó y una tienda de dulces de religiosas –que tradicionalmente son pecados golosos-, El jardín del convento (Cordón,1) que pone una vela olorosa junto a la puerta para que los caminantes no tengan más remedio que entrar, como ya no se hornea, los maravillosos olores tienen que llegar de algún otro sitio.

Hemos consumido el tiempo, han sido doce horas intensas, para ver más habrá que hacer el de 24 horas... Como dice Kelly Clarkson en Stronger, lo que no te mata te hace más fuerte.

Y un consejo general final. Siempre que turisteo llevo en la mochila: una botella de agua, una barrita energética, cambio para los transportes públicos y una chaqueta fina. Y una tarjeta del lugar donde me hospedo… Nunca sé si podré parar a comer o beber algo, si estaré cansada o si hará frío o el aire acondicionado será polar…
Alejandra Yáñez
Traduzir
Ver original
6
Ver fotos de María Alba
6 fotos

Um lugar com carisma

A Plaza Mayor é um dos mais carismáticos da cidade de Madrid, ou pelo menos é para mim. Eu amo caminhar ao redor da área e acabar lá através de qualquer de suas ruas. Se o tempo é algo que você pode levar em um dos terraços. Você também pode fazer algo muito típico da Plaza Mayor, tome um sanduíche de lula, que é a morte. No Natal enche posições onde poderia comprar enfeites de Natal, perucas e chapéus que durante este tempo adornavam as cabeças de muitos dos espectadores, ou piadas para o dia dos Santos Inocentes. Lembro-me de como eu estava animado quando eu estava morando no exterior e vi um vídeo de "Onde o inferno é Matt?" A Plaza Mayor e apareceu em um dos momentos mais engraçados. Naquela época, eu realmente perdi a Espanha e desde que esta planta quadrada, me mudei para esse momento e me desperta sentimentos muitas. Outra coisa essencial e certamente não decepcioná-lo.

Una plaza con carisma

La Plaza Mayor es uno de los sitios más carismáticos de la ciudad de Madrid, o al menos lo es para mi. Me encanta pasear por la zona y acabar allí pasando por alguna de sus callejuelas.

Si el tiempo acompaña te puedes tomar algo en una de sus terrazas. También puedes hacer algo muy típico de la Plaza Mayor, tomarte un bocadillo de calamares, que están de muerte.

En Navidades se llena de puestos en los que poder comprar desde adornos de Navidad, pelucas y gorros que durante estas fechas adornan las cabezas de gran parte de los viandantes, o bromas para el día de los santos inocentes.

Me acuerdo de cómo me emocioné cuando estaba viviendo fuera del país y vi que en un vídeo de "Where the Hell is Matt?" y aparecía La Plaza Mayor en uno de los momentos más divertidos. En ese momento eché mucho de menos España y por eso siempre que piso esta plaza, me traslada a ese preciso momento y me despierta muchos sentimientos.

Otro de los imprescindibles y que seguro no te defrauda.
María Alba
Traduzir
Ver original
10
Ver fotos de Nina*
10 fotos

A área ao redor da plaza mayor

Toda a área de algumas ruas localizadas entre Sol e Plaza Mayor são uma área muito surpreendente, tanto turísticas e muito típica. Na verdade, lojas de suvenires, mas acumular mls outros sinais não são mais espanhol: 100 montaditos, relógios antigos, el Museo del Jamon, de supermercados e delicatessens, bares de tapas ... Construções bonitas pitonnes s'lvent em ruas pequenas, como uma antiga pousada, a Posada del Peine, na esquina da Calle de la Sal. A área é sempre cheia de transeuntes, que mostra flnent entre as cores espanholas, busca para trazer um presente ou algumas tapas para comer a qualquer hora do dia. É realmente lugar agradável, alegre e viva, muitas vezes preenchidos no desvio de uma rua, essas criaturas estranhas ou aquelas estátuas vivas que ganham vida quando recebe um pedaço. Um imperativo para um fim de tarde em paz! Em 1617, a Plaza Mayor arquitetura e construção cores madrilne se particulires substituiu um grande mercado. Hoje a praça ea praça principal de Madrid, e um dos mais famosos da Espanha. As enormes PAVS retângulo é cercado por arcadas e habitação. Em seu centro, a estátua equestre de Felipe III trono. Lugar hospeda muitos pequenos bares e pubs, bem como lojas sob os arcos. No domingo, ela recebe muitos philatlistes que vêm para vender, a troca ou comprar algo complter suas coleções. E no inverno, é um mercado de Natal impressionante que é realizada, oferecendo estandes, o que comer, mas sobretudo muitas atividades. O Plaza é uma obrigação Videment Madrid, e um espaço bem agradável para flner ou tomar um café ... Impressionante!

Les alentours de la plaza mayor

Toute la zone des quelques petites rues situées entre Sol et la Plaza Mayor constituent une étonnante zone à la fois très touristique et très typique. En effet, les magasins de souvenirs s'y accumulent, mais mêlés à d'autre enseignes on ne plus plus espagnoles: 100 montaditos, une vieille horlogerie, el Museo del Jamon, des épiceries et charcuteries, quelques bars à tapas ... De jolis bâtiments s'élèvent dans les petites rues piétonnes, comme une ancienne auberge, la Posada del Peine, à l'angle de la Calle de la Sal. La zone est toujours pleine de passants, qui flânent entre les vitrines aux couleurs espagnoles, en quête d'un cadeau à rapporter ou de quelques à tapas à manger à toute heure de la journée. C'est en endroit vraiment agréable, gai et vivant, souvent peuplé, au détour d'une rue, de ces étranges créatures ou de ces statues vivantes, qui s'animent lorsqu'on leur donne une pièce. A ne pas manquer pour une fin d'après-midi tranquille !

En 1617, la construction de la Plaza Mayor madrilène à l'architecture et aux couleurs si particulières est venue remplacer un grand marché. Aujourd'hui la place et la place principale de Madrid, et l'une des plus connues d'Espagne. L'immense rectangle de pavés est entouré d'arcades et d'habitation. En son centre, la statue équestre de Philippe III trône. La place accueille de nombreux petits bars et bistrots, ainsi que des boutiques, sous les arches. Le dimanche, elle reçoit un grand nombre de philatélistes qui viennent vendre, troquer ou acheter de quoi compléter leurs collections. Et en hiver, c'est un impressionnant marché de Noël qui s'y tient, proposant des stands, de quoi manger, mais surtout de nombreuses animations. La Plaza est donc évidement un incontournable à Madrid, et un espace bien agréable pour flâner ou prendre un café... Impressionnant!
Nina*
Traduzir
Ver original
6
Ver fotos de Alicia Ortego
6 fotos

Os personagens do plaza mayor

Este ensolarado domingo abril fui almoçar com a minha família para a Plaza Mayor. É sempre um prazer, qualquer época do ano, dar um passeio pelo centro da capital. Enquanto o sol nasce, e muito mais, no domingo, a praça estava cheia de pessoas de todos os tipos, de famílias como a nossa, para os turistas, para os viajantes, globetrotters, danças de jovens, pintores e artistas, músicos e ultimamente, talvez por causa da crise, "personagens" ou artistas, ou não sei como eles fazem chamada desempenho em qualquer lugar, na praça, à espera de alguém para jogar uma moeda em troca de proporcionar entretenimento e espetáculo. Além disso, e isso é mais comum nas celebrações de maio e agosto, e chulapas chulapos (castizos Madrid) enfeitada, andar e comer nos locais do Plaza. Este domingo eu olhei para todos eles, com a minha câmera, ea verdade é que eu tinha um muito bom, então eu encorajo a todos para ter a certeza de ir para a Plaza Mayor e gosto com todo o seu charme, nessas manhãs ou ensolarada primavera tarde :)

Los personajes de la plaza mayor

Este domingo soleado de Abril he ido a comer con mi familia a la Plaza Mayor. Siempre es un placer, en cualquier época del año, dar un paseo tranquilo por el centro neurálgico de la capital. Como siempre que sale el sol, y más en domingo, la plaza se llena de gente de todo tipo, desde las familias como la nuestra, hasta los turistas, pasando por viajeros-trotamundos, corros de jóvenes, pintores y dibujantes, músicos, y últimamente, quizá por efecto de la crisis, "personajes" o artistas o no sé cómo llamarlos que realizan performance en cualquier punto de la plaza, esperando que alguien les eche una moneda a cambio de ofrecer entretenimiento y espectáculo.
También, y esto es más usual en las fiestas de Mayo y Agosto, chulapos y chulapas (castizos de Madrid) engalanados, paseándose y comiendo en los sitios de la Plaza.
Este domingo me fijé en todos ellos, con mi cámara, y la verdad es que lo pasé realmente bien, así que animo a todo el mundo a que no deje de ir a la Plaza Mayor y saborearla con todo su encanto, en estas mañanas o tardes soleadas de primavera :)
Alicia Ortego
Traduzir
Ver original
10
Ver fotos de madi86
10 fotos

Construído por juan gómez de mora em ...

Construído por Juan Gómez de Mora em 1619, perto da Puerta del Sol, a praça é o lar de alguns edifícios importantes, como a Casa de la Panaderia e estátua equestre central de Filipe III. Passou por várias mudanças ao longo do tempo, tanto arquitetônico e relacionados ao seu nome, originalmente "Plaza del Arrabal". Os quatro edifícios que cercam o perímetro de presentes placas comemorativas e varandas usados ​​hoje para os mercados em caso de mau tempo. É uma praça animada, repleta de mercados de rua, como o filatélico e numismático domingo, e os mercados de Natal. Também estão presentes durante todo o ano artistas de rua diferentes entreter turistas e transeuntes estátuas vivas, palhaços, adivinhas e shows.

Costruita da Juan Gomez de Mora nel 1619 vicino a Puerta del Sol, questa piazza ospita alcuni importanti edifici della città come la Casa de la Panaderia e la centrale statua equestre di Filippo III. Subì nel tempo diverse modifiche sia architettoniche sia legate al suo nome, originariamente "plaza del Arrabal".
I quattro edifici che ne delimitano il perimetro presentano targhe commemorative e porticati utilizzati tutt'oggi per i mercatini in caso di mal tempo.
E' una piazza movimentata e ricca di mercatini come quello domenicale filatelico e numismatico, e i mercatini di Natale. Inoltre sono presenti durante tutto l'anno diversi artisti di strada che divertono turisti e passanti facendo statue viventi, pagliacci, indovinelli e spettacoli.
madi86
Traduzir
Ver original
7
Ver fotos de Benoit Penant
7 fotos

Com a estátua equestre de felipe iii ...

Com a estátua equestre de Felipe III no meio, arcadas longas (que são um pouco rue de Rivoli) e inúmeras varandas, foi o local de grandes eventos na história de Madrid execuções ordenadas pela Inquisição, coroações, festas ... O posto de turismo está baseado. As refeições são servidas no terraço de um dos muitos bares e um fim "caña" (25cl) de cerveja com um bom sanduíche com lula frita, por apenas 3 €.

Avec la statue équestre de Philippe III au milieu, ses longues arcades (qui font un peu rue de Rivoli) et ses innombrables balcons, elle était le lieu des principaux événements de l'histoire de Madrid : exécutions ordonnées par l'Inquisition, couronnements, fêtes... L'office du tourisme y est basé.

On peut s'attabler à la terrasse d'un des nombreux bars et commander une "caña" (25cl) de bière avec un bon sandwich aux calamars frits, pour à peine 3€.
Benoit Penant
Traduzir
Ver original
12
Ver fotos de macmuseo
12 fotos

Mercado navideo

Neste Natal de 2009, o mercado de Natal do Plaza Mayor de Madrid lançou algumas cabines novas, como vimos, são muito melhores do que as de anos anteriores. Movendo cabines piadas para a Praça de Santa Cruz, ainda vejo muito positivo para os comerciantes eo público em geral. Eu acredito que, na praça principal, há espaço de sobra para todos e evitar ter de se aproximar ainda mais. Como todos os anos, os presépios estão contribuindo de muitas figuras novas e aumentar a oferta é maior em ambos os modelos e preços. Um show a considerar para os visitantes de Madrid.

Mercadillo navideño

En estas Navidades 2009, el mercadillo de belenes de la plaza Mayor de Madrid ha estrenado unas nuevas casetas que, según hemos podido comprobar, son bastante mejores que las de años pasados.

El traslado de las casetas de artículos de broma a la plaza de Santa Cruz sigo sin verlo muy positivo para los comerciantes y para el público en general. Estimo que en la plaza Mayor hay sitio de sobra para todos y se evitaría tener que trasladarse aunque sea cerca.

Como todos los años, los belenistas siguen aportando numerosas novedades en las figuras y cada vez es más amplia la oferta, tanto en modelos como en precios. Un espectáculo a tener en cuenta para los visitantes de Madrid.
macmuseo
Traduzir
Ver original
Publicar
Ler mais 10

Informação Plaza Mayor