Aonde queres ir?
Gostas de Chefchaouen ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

Hotéis próximo a La Alcazaba Museum

sites+30
    Pesquisar
    Quarto hóspedes
    Noite Preço por noite
    Filtrar ()
    ordenar
    hóspedes
    mapa
    Ordenar
    Aplicar
    OFF ON
    Veja o preço total
    No minube queremos que a sua viagem seja perfeita. É por isso que lhe mostramos hotéis perto de La Alcazaba Museum recomendados por viajantes. Encontre o hotel mais adequado em Chefchaouen perto de La Alcazaba Museum abaixo, bem como outras opções de alojamento perto de La Alcazaba Museum que vai adorar.
    Os melhores hotéis perto de La Alcazaba Museum
    A 570 m em Quito
    Hotel Folklore
    Eu estava com dois amigos durante o primeiro e os últimos dias de nossa visita ao Equador maravilhoso. Era como estar em casa. Os proprietários que anseiam e você cuidado para mantê-lo confortável. O quarto era espaçoso, talvez o banheiro um pouco pequeno, mas nós quase não notei isso graças ao resto do serviço. O café da manhã é suficiente para começar o dia: frutas, suco, ovos, pão, cereais, iogurte, café... O local que gostamos bastante: Florida. Um muito tranquila de que você pode vir para o jantar no Marechal a pé mesmo. Só tenho palavras de gratidão para os proprietários de conhecer-nos e cuidar de nós. Altamente recomendado
    A 570 m em Chefchaouen
    Casa Hassan
    Inverno em Chefchaouen Eu recomendo passar uns dias no pequeno povoado de Chefchaouen e definitivamente no hotel resaurante Casa Hassan. É um povoado muito cálido, não tão cheio e bastante tranquilo para passeios pela montanha. Fui com um grupo de 11 pessoas e fomos por agência. O hotel é encantador e totalmente reformado. A sala dispõe de três chaminés e vários sofás para proteger-se do frio. Os quartos estão localizados ao redor de um pátio interior utilizando a arquitetura local Se o hotel está cheio, pode ser um pouco barulhento por escutar a movimentação da sala principal, assim que eu recomendo os quartos do terraço as as vistas espetaculares a paisagem da cidade. Na nossa estada estava incluído comida no restaurante e café-da-manhã no hotel. A comida neste restaurante é muito recomendada, custa 8 euros o menu, aproximadamente, R$ 24, e você fica muito satisfeito. Na minha opinião os melhores pratos eram a sopa harira e os tajines e o sanduíche de vitela doce! Espetacular! Fomos comer em outros restaurantes e esse foi o melhor disparado. Espero que você aproveite a sua estada aqui como a gente.
    A 509 m em Chefchaouen
    Hôtel Dar Terrae
    O que é um hotel sem seus donos? Nada, mesmo que seja bonito é como uma casa sem alma, um frasco vazio. As pessoas são tudo. No caso de Dar Terrae, um hotelzinho escondido na mágica Medina de Chefchaouen, seus donos Cosimo e Bilal fizeram com que eu quisesse ficar para viver lá. Para sempre, juro. Azul como todo o povoado encaixado nas montanhas do El Rif, com os quartos voltados a um patio de azulejos com pequenos terraços, era difícil deixá-lo mesmo que o labirinto de Chefchaouen me chamasse. Caminhava muito, tirava fotos e voltava. Se era à tarde, pedia a Bilal lenha para ascender minha chaminé. Enquanto meu quarto aquecia, eu descia à salinha do Dar Terrace e conversava bom Bilal, com seus amigos marroquinos e com outros viajantes em uma espécie de esperanto. Logo depois vinha a noite e Cosimo - italiano até o fim, mas que falava árabe e usava chilaba contra o frio - me perguntava se eu nã gostaria de jantar ali. "Maria, porque sair se vai chover? Posso preparar pra você uma sopa de grão-de-bico e espaguete caseiro com alho e tomate. E se você quiser, te trago um Chianti para que você possa degustar como Deus manda...". Cosimo trazia a janta para mim no meu quarto em uma bandeja, eu me sentava no tapete em frente da chaminé. Meu encantamento era tanto que eu não conseguia nem ler. Ficava ali, olhando o fogo e escutando os trovões que retumbavam na Chefchaouen azul. Acho que alguma vez eu volto. Vou pedir a Cosimo e a Bilal que me aconselhem, vou comprar uma casinha e por lá eu ficarei. O que é um hotel sem seus proprietários? Nada, porém bonito, é como uma casa sem uma alma, uma garrafa vazia. As pessoas fazem isso. No caso de Dar Terrae, um pequeno hotel escondido no mágico medina [poi = 109887] Chefchaouen [/ poi], seus proprietários Bilal Cosimo e me fez querer ficar e viver lá. Para sempre, eu juro. Azul todas as pessoas envolvidas nas montanhas do Rif, com os quartos com vista para um pátio de azulejos de pequenos terraços, embora fosse difícil abandolarlo Chefchaouen labirinto me ligou. Eu andei muito, tirou fotos, e voltou. Se fosse a tarde eu perguntei Bilal para iluminar meu fogo ardente. Enquanto meu quarto até a sala de estar aquecido Dar Terrae e conversei com Bilal, amigos marroquinos e outros viajantes em uma espécie de esperanto. Então veio a noite e Cosimo italiano para o núcleo, mas fala caftan marroquino usado no frio, eu me perguntava se eu queria jantar lá. Maria, por que ir para fora, se vai chover. Posso preparar uma sopa de grão de bico e alguns spaghetti caseiro com alho e tomate. E se você levar um chianti quiser desfrutar e piedade ... Cosimo I trouxe o jantar para o meu quarto em uma bandeja, eu sentei no tapete em frente à lareira. Meu encanto era tal que ele não sabia ler. Eu fiquei ali, olhando o fogo e ouvir o trovão retumbante em Chefchaouen Azul. Eu nunca iria voltar. Cosimo I vai pedir Bilal e aconselhar-me, eu vou comprar uma casa e lá eu vou ficar.
    A 434 m em Casablanca
    A 471 m em Casablanca
    A 475 m em Casablanca
    A 491 m em Chefchaouen
    A 528 m em Casablanca
    A 530 m em Casablanca
    A 555 m em Casablanca
    A 624 m em Casablanca
    A 640 m em Chefchaouen
    A 426 m em Chefchaouen
    Casa Perleta
    Este é um hotel típico localizado em uma casa com quatro andares cuidadosamente restaurada, resultando em uma experiência muito boa como hóspede. Uma característica que ressalta de maneira inédita é a luminosidade do lugar e em especial é possível destacar a sacada com suas paisagens impressionantes sobre a Medina. Os trabalhos de restauração são magníficos e a atenção ao detalhe é máxima, desde a pintura das paredes (no azul típico de Chefchauoen) até as cortinas das venezianas feitas de pano ou tecido de túnicas, passando pela mobília e pelas plantas que adornam todos os cantos. Realmente um trabalho louvável. A gerência é realmente amável e muito bem informada com relação às diferentes áreas onde é possível visitar em Chefchaouen (monumentos, souks, restaurantes, etc.) ou às possíveis atividades a realizar na zona (trilhas, excursões, etc.). Recomenda-se ligar ou entrar em contado para reservar com antecipação, principalmente em temporada alta (verão, pontes, etc.).
    A 546 m em Chefchaouen
    Hôtel Salam
    Hotel cativante atendido por um espanhol e uma marroquina. Muito econômico. Ambiente acolhedor e familiar. Alojamento típico e tradicional. Situado no bairro judeu, atrás da Grande Mesquita, a 50 metros da Praça Uta el-Hammam, em pleno centro de Chaouen. Com vários andares e um terraço com vista panorâmica sobre la Kasbah e às montanhas, todos os quartos têm banheiro privado. Dispõe de cozinha coletiva onde é possível preparar nossa própria comida, detalhe muito importante pela comodidade e contenção de gastos. Está construído sobre um antigo hammam, do "Poço da princesa Anka" podemos ver suas águas cristalinas e, segundo a antiga lenda, quem olha suas águas encontrará amor e riquezas.
    A 475 m em Chefchaouen
    (1)
    A 433 m em Chefchaouen
    A 382 m em Chefchaouen
    A 444 m em Chefchaouen
    A 153 m em Chefchaouen
    A 472 m em Chefchaouen
    Atividades em Chefchaouen
    Civitatis
    (3)
    150
    Civitatis
    140
    Civitatis
    1.780