Na app poderás ver muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde queres ir?
Gostas de Afeganistão ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

O que visitar em Afeganistão

55 colaboradores

25 lugares que ver em Afeganistão

Mesquitas en Mazar i Sharif
A Mesquita Azul de Mazar-e Sarif
(1)
Este monumento Oriental é a Mesquita Azul de Mazar-e Sharif que quer dizer Nobre Sepulcro e está na província de Balh. É a terceira maior cidade do Afeganistão. Esta mesquita tem o tecto de cor azul. Mas que azul!! Outra coisa a considerar é a língua oficial, dos habitantes, o Dari. Dari é o nome que os habitantes de Afeganistão dão à língua persa que evoluiu de maneira independente do persa. Estando dentro da mesquita é imprescindível perdermo-nos para contemplar a variedade de cores, e esperar ao pôr do sol na sua fachada.
Fortalezas en Herat
Fortaleza de Ekhtiyaruddin
(3)
Esta maravilha pode ser encontrada em Herat. Data do ano 1304 depois de Cristo e foi levada a Kart Malik Fakhruddin. É uma fortaleza e tomou o nome de outro governador muito conhecido chamado Kart. A fortaleza foi o coração do seu império mas quando este começou a desaparecer foi tomada pelos Uzbecos e Persas.. Dizem que até o próprio Gengis khan e Temerlane lutaram nas suas muralhas.
Monumentos Históricos en Herat
Nosso Senhor Jesus Cristo
Um bonito lugar, sim senhor. Que alegria senti ao descobri-lo, saber que há mais gente com a esperança posta no único que não nos vai desiludir. Ainda mais agora que o contrário está na moda. Parabéns e agradeço imenso por este espaço.
Cidades en Cabul
Cabul
(1)
Mostro-vos uma cidade impressionante, que se chama Cabul e é provavelmente a cidade maior do Afeganistão, sendo esta a sua capital. Conta com mais de 3 milhões de habitantes e o seu centro principal situa-se num vale muito estreito que rodeia o rio que dá o nome à cidade, Cabul. Infelizmente, como tem vindo a ser a sua tónica, as guerras contínuas devastam tudo o que apanha no seu caminho e Cabul não ia ser diferente. Está num conflito contínuo desde 1979 o que limitou a sua economia consideravelmente. Os seus pilares são o açúcar e a indústria têxtil. Sou daqueles que pensam que uma vez que tudo isto sem sentido acabe, Afeganistão é um país para descobrir, quer dizer, debaixo desta terra tem que haver uma riqueza impressionante, de tal forma que Cabul nos nossos dias é uma das cidades com mais minas enterradas no mundo. Não é fácil! Como tudo no Afeganistão tem história, e supõe-se que Cabul também a tenha com mais de 3000 anos de antiguidade. De tal forma, que num texto hindu Rig Vedá é mencionada a palavra Kubhā para se referir ao rio Cabul. Infelizmente, a história desta cidade continua a ser escrita e em Setembro de 1996 caiu nas mãos dos Talibã que assassinaram nas ruas da cidades Najibullah (ex presidente do país). Isto não fez mais do que começar já que os confrontos armados e as desordens começaram. Em 2001 como todos sabem, os E.U.A. invadiram o Afeganistão, o que provocou a fuga dos Talibã. E em 2003 começou a lenta recuperação da cidade com a ajuda de investimentos estrangeiros e contingentes militares que no presente trabalham por estabelecer a paz e a harmonia dos povos. Como curiosidade vou contar algo que vos vai chocar. Toda a gente acha que o plural de Talibã é Talibãs, pois não é! A pessoa é Tali e o seu plural é Taliban (Talibã). De modo que quando se faz referência ao povo ou ao conjunto de pessoas é o povo Talibã ou os Talibã.
Cidades en Herat
A cidade de Herat
É uma das cidades do Afeganistão. Pode ser encontrada a Oeste do país, no vale de Hari Rud. Tem 290.000 habitantes. O seu grande atractivo é a povoação que podemos encontrar. Por exemplo os Tayis, também chamados Farsis que conformam a maior parte da povoação. Depois estão os Pastores, Uzbecos e Hazaras. Todos têm a língua em comum que é o Persa.
Ruínas en Herat
Os Minaretes de Musallah
(1)
Falamos do período compreendido entre 1417 e 1438. Estas ruínas lindíssimas encontram-se em Herat (Afeganistão) e são compostas por 6 minaretes e duas salas com abóbadas. O mausoléu de Gawar Shad (que é como realmente é conhecida) tem uma cúpula muito bonita, assim como um belo jardim. Antigamente, o mausoléu era um lugar de culto (funerário e religioso) construído por Gawar Shad, mas que infelizmente, como poderão ver nas fotos (e como é habitual no Afeganistão), encontra-se muito deteriorado e destruído devido às guerras e conflitos armados. Como dizia antes, em 1863 os cimos de todos os minaretes foram destruidos pelo fogo em conflitos armados. 2 dos 4 minaretes da mesquita foram destruidos por um tremor de terra em 1932, e apenas sobrevivem actualmente com grandes dificuldades. Era tal a devastação que se estava a produzir com estes monumentos, que a Sociedade pela Preservação do Património Cultural de Afeganistão contemplou o facto de que fossem necessárias obras de conservação de emergência no ano 2001. Ou seja, construcção de muros de protecção à volta do mausoléu e Shad Gawar Sultão madrás, a reparação dos restantes minaretes da zona principal, e a reflorestação do jardim do mausoléu. Como vos disse, o complexo tem 5 minaretes, que felizmente continuam de pé mas que estão sujeitos por cabos. Vale a pena visitar este lugar porque é um dos sítios mais encantadores de Herat.
Feiras en Herat
Falésias en Chakcharan
Palmares, Alajuela
(1)
Importadora De Materiais El Compadre palmares Tudo para a fabricação de seus móveis com os melhores preços da Região! 2452-0819
Sítios arqueológicos en Chakcharan
The Minaret and archaeological remains of Jam
Num agradável espaço natural Este lugar tem um enorme minarete, muito maior do tamanho que este tipos de edifícios que geralmente têm, este fazia parte de uma mesquita da qual nada resta senão o tamanho do minarete é o que se destaca neste lugar, é muito mais elevado do que deve ter cerca de uma mesquita regularmente. Basicamente, é uma enorme torre de tijolos que parece que foi construído por partes, pois está dividido em seções e cada uma delos tem vários tipos de decorações como flores e círculos e estes estão distribuídos pelas várias seções que fazem parte dessa construção . Em torno dele estão as ruínas de vários edifícios, estão os restos de um palácio, um antigo cementério judeu, um forno de cerâmica e nas proximidades de tudo isto há alguns restos de fortificações. Todo este conjunto quadrado num agradável espaço natural, que destaca a beleza deste lugar.
Sítios arqueológicos en Cabul
Archaeological remains of the Bamiyan Valley
Este é um lugar que se podía considerar uma das maravilhas do mundo, pelas suas dimensões colossais. A 2 enormes estátuas de Buda, o corpo dessas estátuas esta esculpida diretamente na rocha, mas os detalhes estão formadas por uma combinação de barro, palha e gesso e até mesmo em algumas partes, especialmente nas facções há resto de tinta. Esta foi uma manifestação majestosa religiosa que ficou para a posteridade. Infelizmente este lugar não está em condições ótimas, porque ao longo da história se vem deteriorando e não recebe muita manutenção, no entanto, ainda não deixa de impressionar aos turistas, nem deixa de ser uma parada obrigatoria para quem visita o Afeganistão.
De interesse cultural en Herat
Sítios insólitos en ???????????
Aldeias en Qalat-e Gilzay
De interesse turístico en ???????
Pantanal
O Pantanal é incrível!
Cidades en ???????
(3)
Museus en ???????
Museu da Cachaça
Paty do Alferes, no interior do Vale do Café fluminense, começou sua história no século XVII, na construção do Caminho Novo que levava os portos oficiais no Rio de Janeiro para as minas. Recortado por grandes fazendas, e fincado em um lugar de passagem, Paty guarda algumas histórias. Um dos desbravadores da região foi Garcia Rodrigues, filho de Fernão Dias, bandeirante caçador de pedras preciosas. Paty do Alferes, ainda presenciou um dos mais importantes levantes escravos do Brasil, liderado por Manuel Congo. No século XIX a região manteria sua vocação agrária com plantio do café e hoje é um dos maiores produtores de tomates do Brasil. Hoje, algumas atrações colocam a cidade dentro dos roteiros turísticos, como a tradicional Festa do Tomate e o Museu da Cachaça. Criado em 1991, o museu tem como objetivo perpetuar o conhecimento da bebida brasileira, com um acervo documental e material, com direito a garrafas e rótulos de todo o Brasil. O Museu da Cachaça também destila a bebida, que vem de Minas Gerais e ficam armazenadas nos barris da destilaria anexa ao museu. Por uma quantia irrisória o visitante faz um passeio guiado pelo mundo da cachaça, conhece a produção, causos e lendas em torno do líquido que tem uma história desde os tempos do Brasil Colônia. O visitante pode fazer uma degustação, comprar bebidas e lembranças deste icônico museu de Paty do Alferes que vale uma visita.
Falésias en Anar Darreh
(1)
De interesse turístico en ???????
(1)