MINUBE
Continuar na app
Abrir
Aonde queres ir?
Gostas de Bélgica ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

O que visitar em Bélgica

2.807 colaboradores

1.337 lugares que ver em Bélgica

Monumentos Históricos en Antwerp
Estação Central de Antuérpia
(9)
Esta estação de estilo neobarroco foi construída sob as ordens de Leopoldo II. Seu elegante hall e as suas escadas de mármore fazem dela uma estação muito glamourosa. Não pude desfrutar de sua beleza porque estaba em reforma que pena. Está justo ao lado do bairro dos Diamante e do zoológico. A 10 minutos a pè do centro da cidade.
1 actividad
Parques Temáticos en Bruxelas
Parque Mini-Europe
(19)
Os prédios tem quase o tamanho de uma pessoa normal, e tem muuuitos prédios históricos europeus. Tem de tudo mesmo, mas a coisa chata é que como são vários arquitetos envolvidos, cada um fica responsável por sua obra, e as vezes tem alguns mais relaxados e o monumento fica um pouco largado. O mini mundo fica na mesma área do Atomium (aquele átomo famoso e gigante), e você pode comprar a entrada para ver as duas coisas juntas. Os dois pontos turisticos saem por cerca de 12 euros se comprar antes junto com aquele passeio de ônibus City Seeighseeing (vai precisar de ônibus pois essa área é bem afastada do centro). Além disso você ganha um guia com boa explicação e em várias linguas, incluindo português!
3 actividades
Castelos en Gante
Gravensteen - Castelo dos Condes
(13)
Localizado em Gent na Bélgica, a cerca de 50 km de Bruxelas. O local era inicialmente um castelo, depois prisão, que foi convertido em museu que tem mostras relacionadas à tortura e morte, incluindo instrumentos de tortura utilizado na cidade na era medieval. A construção é muito bonita, apesar de sombria, e fica localizada em uma região muito bonita da cidade, que é o centro histórico. O valor da entrada é 6 euros para jovens entre 19 e 25 anos e 10 euros para o público geral. Mais informações, direto no site: https://gravensteen.stad.gent/
3 actividades
Estátuas en Bruxelas
Jeanneke Pis
(32)
É muito difícil de encontrar mas vale a pena ver.
1 actividad
Monumentos Históricos en Bruxelas
Prefeitura de Bruxelas
(17)
Uma construção que vai te deixar de boca-aberta! Uma verdadeira obra de arte no meio do centro da capital belga. No meio do passeio pela praça maior de Bruxelas você pode encontrar vários edifícios encantadores, um prato cheio para qualquer fotógrafo.
De interesse cultural en Bruxelas
Bolsa de Valores de Bruxelas
(17)
A Bolsa de Valores de Bruxelas marca a paisagem da capital belga. Datada de 1873 o edifício assemelha-se a um templo grego muito decorado e funciona agora local de exposições temporárias. Nos alicerces vêem-se as ruínas de um convento fundado em 1278 conhecido por Bruxella 1278.
2 actividades
Monumentos Históricos en Bruxelas
Arco do Triunfo de Bruxelas
(26)
Enquanto estava esperando fui passear pelo Parque do Cinquentenário, em 1880 o rei Leopoldo II ordenou construir este parque para realizar a feira internacional como comemoração da independência da Bélgica. Atualmente nos edifícios que formam o arco, podemos visitar vários museus importantes da cidade. Eu não visitei, mas espero visitar em breve.
1 actividad
Jardins en Bruxelas
Parque do Cinquentenário
(20)
O Parque do Cinquentenário é, sem dúvida, um dos espaços verdes mais conhecidos em Bruxelas. Localizado no bairro de Shuman, a poucos metros da Comissão Europeia e do Conselho. É o local ideal para fazer piquenique, caminhar ou correr. Sempre que o tempo está bom, fica cheio de jovens deitados na grama. Dentro do parque se destaca o Arco do Triunfo e o Palácio do Cinquentenário, construído para abrigar uma exposição sobre a independência belga, e que atualmente abriga o Museu do Exército e da Arte e História. Ao longo do parque, podemos ver diferentes esculturas, como um monumento para o Congo, ou a Robert Shuman. Às vezes são organizados eventos dentro do parque, como eventos esportivos ou o piquenique eletrônico Bulex, que é uma rave.
1 actividad
Museus en Bruxelas
Museu de Instrumentos Musicais
(9)
O Museu de Instrumentos Musicais de Bruxelas é conhecido por "Le MIM". O edifício onde está instalado chama-se Old England, foi acabado em 1899 e é um excelente exemplo das inovadoras estruturas de ferro e vidro Arte Nova. O museu contém instrumentos do Século XX, instrumentos mecânicos, instrumentos de cordas, instrumentos não europeus, instrumentos de teclado e instrumentos de Folclore Europeu. O bilhete custa 5 euros.
1 actividad
Castelos en Gante
Geeraard de Duivelsteen - Castelo de Gerardo o Diabo
(3)
Pode ser que seu nome cause certa inquietude,e mais quando te topas com um sombrio aspecto deste castelo,mas nao,é o Diabo jamás residiu nesta fortaleza do século XIII (ou pelo menos não há registro dele ... Hehe). Século após século, este edifício foi usado para várias finalidades: Habitação nobre arsenal, mosteiro, escola, Seminário Episcopal ... Especificamente, em 1623, uma parte tornou-se um hospício e orfanato masculino. Em contraste, a outra parte foi usada como uma prisão ou centro de detenção.
2 actividades
Praças en Bruges
Praça Bourg
(22)
A primeira vez que entrei na Praça Bourg fi-lo a partir da rue Breidel (Breidestraat) e fiquei encantado com essa maravilha que é a câmara municipal e a Basílica de la Santa Sangre fechada por esses edifícios baixos com telhados em escada que formam um marco espectacular, apaixonei-me por essa cidade que é Bruxelas, já regressei três vezes e estou quase a ir outra vez para a ver. A Praça é encantadora sempre que chove, quando faz sol, quando neva, tem sempre um encanto especial.
2 actividades
Igrejas en Bruxelas
Igreja Notre Dame du Sablon
(120)
A Igreja Notre Dame du Sablon foi construída em 1304, numa praça deserta, pelos arqueiros da cidade. Mas foi reconstruída mais tarde no século XV. Actualmente, esta igreja é uma referência do estilo ojival em toda a Bélgica. No seu interior podemos encontrar 11 magníficos vitrais de 15 metros de altura.
Museus en Bruxelas
Museu dos Quadrinhos - Belgian Comic Strip Center
(14)
Ainda que não quisesse gastar os 6 euros que custa o museu (localizado no 1 º andar), vale a pena caminhar até o Centro Belga de Quadrinhos, já que a entrada para o edifício em si é livre (e o banheiro é de entrada livre uma coisa pouco comum na Bélgica, no caso de você estiver com uma necessidade urgente ;)). O edifício mesmo é impressionante, um dos restantes da Art Nouveau que caracterizou alguns belos imovéis da cidade. Na sala principal do andar de baixo, à direita, você vai encontrar uma pequena exposição sobre a história do edifício e da Art Nouveau, com fotos e explicações em inglês e francês. Ao lado, um pequeno bar, que lhe permitirá desfrutar do deslumbrante interior do edifício. Do piso térreo têm uma vista para o telhado de vidro, e também podem entrar na loja de quadrinhos (vendem quadrinhos, mas também bonequinhos de personagens de desenhos animados e artigos relacionados), como os famosos Tintin, Smurfs, Spirou e etc ... Alguns objetos de tamanho gigante também estão neste salão, extraídos desses famosos quadrinhos belgas. Em resume: Duas coisas tipicamente belgas, a construção e quadrinhos! O museu em si, a não ser que sejam mnuito fãs, não vale muito a pena para o meu gosto pessoal ... Mas, como sempre, cabe a cada um tomar a decisão.
1 actividad
Municípios en Leuven
Town Hall (Stadhuis)
(5)
Este edifício é certamente aquele que mais me impressionou em minhas viagens. Fascinou-me a primeira vez que o conheci em uma viagem pela Bélgica, Holanda e Alemanha Ocidental, há alguns anos. Ao voltar, eu me lembrei que eu não tinha idealizado em vão. É espetacular, um exemplo claro de Gótico Flamboyant. E uma delícia de se ver. É dos poucos prédios que se pode ficar horas olhando. Pelo menos, é o que este me provoca.
Praças en Bruxelas
(9)
Igrejas en Gante
Igreja de Sāo Nicolau
(8)
Num dos lados da ponte de San Miguel está a igreja de São Nicolau, uma das mais antigas da cidade. Foi erguida no século XII sobre um templo mais antigo que se incendiou em 1176. Graças à solvência dos Ghent, foi possivel reconstruir a igreja, que se terminou entre 1220 e 1250 ficando com a estructura que se conhece hoje em dia. Esta igreja pertencia ao grémio dos mercadores de Ghent, na verdade, São Nicolau é o padroeiro dos comerciantes e daí o nome da igreja. No século XIV, a igreja teve que ser aumentada, em parte devido ao grande tamanho da torre, e do seu contraste pronunciado. A torre foi utilizada como campanario e como torre de vigia. Outros acontecimentos tiveram lugar nesta igreja, a grande maioria provocou estragos na sua estrutura. Em 1566, todas as decorações góticas foram destruídas por um grupo de protestantes, que já não acreditavam na adoração de estátuas e pinturas. Durante a Revolução Francesa, a igreja foi degradada e usada como estábulo, que afetou bastante a conservação deste belo edifício. Com o edifício em ruínas, o trabalho de restauração começou no século XIX, e ainda está em curso. A intenção é que este seja um dos maiores monumentos da cidade, mas é difícil pelo simples fato de que Gant é sempre bela em qualquer perspetiva, e a cada 4 passos encontra-se um edifício magnifico. Como curiosidade, a torre é única, naturalmente funciona como uma lanterna, deixando que os raios de luz penetrem e iluminem o centro da igreja.
3 actividades
Monumentos Históricos en Bruges
(10)
1 actividad
Praias en Ostende
Praia de Ostende
(3)
Eu recentemente vi "Odette Toulemonde, uma comédia sobre a felicidade." Eu tinha ouvido falar que era parecida com Amelie, mas acho que não têm nada a ver, exceto a bondade inocente e algo boba de ambas as protagonistas. Odette é belga e diz ao seu amigo que quer ir à praia. Ele diz que vai levá-la à Espanha, à praia que ela escolher. Odette, feliz em seu pequeno mundo, diz que não precisa de grandes praias e que lhe basta as que há na Bélgica. A praia que vão não é Ostende, mas é como se fosse. Cinzenta, triste e com um mar e céu cor de chumbo que em absoluto não convidam a banhar-se. Eu fui, mais que tudo, para ver o mar do Norte e porque um verão sem praia não parece verão. Sim, ao ver as fotos, alguns vão dizer que foram feitas no meio de um mês triste e cinza de novembro, mas não, são de um sábado de agosto. Se olhar bem, o céu e o mar fundem-se em uma cor de pedra, como se fossem inquebráveis, exceto pelas gotas de chuva que estão prestes a cair de um ao outro. E, claro, sobre nós, parecia um dilúvio. Um sanduíche e um kebab escorrendo futura água do Mar do Norte e corremos ao carro, que o dia de praia havia terminado. Ao concluir os meus pensamentos me parece justo dizer que já vi fotos e ouvido experiências muito mais positivas que as minhas em praias belgas. A minha foi falta de sorte.