MINUBE
Continuar na app
Abrir
Aonde queres ir?
Gostas de Caravelas ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

O que visitar em Caravelas

67 colaboradores

24 lugares que ver em Caravelas

Ilhas en Caravelas
Arquipélago de Abrolhos
(1)
Cerca de 70 quilômetros de Caravelas (a cidade mais próxima), está um dos mais belos parques nacionais do Brasil. Instituído dentro do arquipélago de Abrolhos, o parque é um passeio em tanto para quem vai a Costa das Baleias. Com águas límpidas e uma bela diversidade, foi um dos passeios que sempre quis fazer. O fim e começo do ano, por conta da incidência dos raios solares (melhor dizendo no verão), é a época mais propícia para quem quer mergulhar; já aqueles que buscam observar os maiores mamíferos da terra, os meses entre o outono e inverno são os melhores. Existem uma infinidade de passeios, do bate e volta ao live aboard, cabe seu interesse e bolso decidirem, mas o de um dia já satisfaz a vontade de conhecer o lugar. Contratar os passeios em Caravelas é mais em conta! Fiz o Bate volta, conheci o arquipélago em um dia muito claro e valeu cada centavo, pois era um lugar que desde criança quis conhecer. Desde a saída ao retorno com um belo espetáculo do por do sol no Rio caravelas a natureza deu um show. Curiosidades: A sede do parque fica em Caravelas, com palestras e trilhas pelo mangue, basta seguir em direção a Barra de Caravelas que você irá encontrá-la, após o muumento dos 500 anos. O farol foi construído ainda no século XIX, devido aos perigosos recifes que deram nome ao lugar (Abra os olhos, em português). Somente duas ilhas podem ser visitadas, a Siriba, com o acompanhamento dos guias e Santa Bárbara (rapidamente para quem faz o batismo de mergulho).
Praias en Caravelas
Praia do Kitongo
Desde os idos coloniais a região do município de Caravelas foi frequentado pelos europeus e sua fundação vai até a chegada dos mesmos. Conhecida por seus frutos do mar e por ser um dos portais para o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, Caravelas não faz feio no quesito praias, pelo qual a vizinha Prado é bem louvada. No distrito de Barra de Caravelas não são poucas as opções de boas praias e foi seguindo em direção àquele que encontrei a Praia Kitongo. Confesso que a descoberta foi acidental, pois ao visitar o centro turístico de Abrolhos me deparei com a praia no fundo deste. A praia fica mais no Rio Caravelas que no mar, mas como nesta região as águas se confundem não faz diferença, pois só aumenta a diversão. A Praia Kitongo é uma das primeiras de Caravelas e tem uma proteção natural da vegetação que cresce na borda da praia, proporcionando sombra. As águas são calmas, porém barrentas devido os sedimentos do Rio Caravelas. Proporcionado vários roteiros, a praia não fornece infraestrutura, mas vale uma visita para conhecer esta “praia secreta”.
Praias en Caravelas
Praia do Grauçá
A região de Caravelas é bem conhecida por ser a porta de entrada para o Arquipélago de Abrolhos e um dos pontos de observação das Baleias Jubarte (quando estas vêm se reproduzir nas águas mornas da região). Mas a localidade também oferece belas praias, principalmente as que ficam no praiano distrito de Barra de Caravelas. Foi percorrendo o mesmo, a fim de observar as belezas da região, que cheguei a charmosa Praia do Grauçá, uma bem conservada e movimentada praia da região. Bem no fim da estrada pavimentada e depois da pequena vila de Barra, a Grauçá tem uma bela infraestrutura, possibilitando a passagem do dia ou até mais, já que a região possuiu um grande número de pousadas. Já a praia divide sua orla de águas calmas (grande parte devido a presença de uma ilha e o Rio Caravelas) com diversas árvores nas quais os banhistas se refugiam do sol quente ou descansam com um visual paradisíaco.
Praias en Caravelas
Praia Barra de Caravelas
Famosa por ser um berçário das jubartes e ponto de partida do arquipélago que intrigou até Darwin, Caravelas oferece outros espetáculos para a vista como suas praias e cultura instigante. Foi atrás das belezas e colorido cultural desta região no extremo sul da Bahia, que encontrei belas praias, dentre as quais estão a Praia Barra de Caravelas. Uma das principais da região, a praia tem seu acesso através da Vila de Barra de Caravelas. Com seu mar calmo morno, Barra de Caravelas convida ao banho ou pelo menos a contemplação desta maravilha. Não possui infraestrutura, o que dá uma beleza selvagem, quase intocada para a região, que só é quebrada com a presença de pequenos barcos pesqueiros. O que de certa forma é indiferente, já que o centro da vila está a alguns passos da Praia Barra de Caravelas. A areia mais grossa que o habitual encoraja uma caminhada por entre a vegetação rasteira da restinga. Do lugar, assim como no rio que dá nome a cidade, tanto o nascer como o pôr do sol são espetáculos e valem a pena a vista.
Ilhas en Caravelas
Ilha Pontal do Sul
Com diversas histórias, atrativos turísticos e belezas, Caravelas, no extremo sul da Bahia possui um tesouro cultural muito grande. A região já foi foi palco dos primórdios da colonização, como um dos pontos de penetração para o interior, lar de bravos nativos e região onde se travou uma luta durante as guerras de independência. Daquelas épocas, poucos locais resistem intocados, mas parece que a Ilha Pontal do Sul preserva alguma beleza selvagem destes períodos. Entre a foz do Rio Caravelas e o Oceano Atlântico, a Ilha Pontal do Sul possui muitos atrativos naturais e culturais (como os resquícios da infame pesca a baleia, abandonada já desde o século XIX). Segundo estudiosos, a muito tempo, o lugar fazia da parte da Ilha Cassumba, uma enorme formação isolada da costa por um emaranhado de rios e mangues, até o Rio Caravelas separar para fazer da mesma um balneário a parte. Como resultado, a Ilha Pontal do Sul virou uma praia reservada e que por isso não possui infraestrutura, mas mesmo assim, por sua beleza, águas claras e vegetação peculiar atrai pessoas que vão passar o dia em suas agradáveis praias de água salobra. Se estiver com tempo e passar pela região, vale a pena conhecer a ilha, um dos mais belos espetáculos de Caravelas.
Rios en Caravelas
Rio Caravelas
Ainda no século XVI, a região de Caravelas seria povoada por um grupo de europeus, que enxergaram na mesma um ponto estratégico. A importância de Caravelas se deve em muito ao rio que batizou a localidade. Um dos maiores da região, na era colonial ele foi a porta de entrada de bandeirantes e desbravadores do sertão brasileiro, que subiam suas águas na busca de cativos e pedras preciosas. Atualmente o Rio Caravelas é um duplo mantenedor da cidade, pois proporciona o pescado de rio que abastece a região, além de fornecer um palco perfeito para ecoturismo no Sul da Bahia (isto se dá pelo fato de que o Rio caravelas forma um dos maiores complexos de mangues da região). Todos os anos turistas se esbaldam nas suas praias de águas calmas e outros se aventuram em trilhas, conhecendo comunidades caiçaras ou observando as belezas do manguezal formado perto da cidade. Segundo pesquisadores, os bancos de areias macias que se formam nas praias oceânicas de Barra de Caravelas, devem sua beleza ao rio, que dentre seus muitos atributos, oferece uma visão única do pôr do sol.
Igrejas en Caravelas
Co-Catedral de Santo Antônio
Uma das primeiras regiões a serem colonizadas no Brasil, Caravelas foi um importante meio de introdução para os sertões brasileiros. Na época, fazia parte de Porto Seguro e posteriormente o núcleo colonizador do século XVI seria abandonado. Quando foram retomadas as medidas de colonização, uma vila se ergueu ao reder uma capela dedicada a Santo Antônio. Um modesto templo seria erguido na primeira metade do século XVIII (entre os anos de 1725-1750). Mas as formas atuais só seriam erguidas no século posterior, quando a capela foi reformada. Com uma mistura de estilos, a igreja mostra muitas características pós barrocas, sendo um templo com formas bem curiosas para a região, basta comparar com as capelas vizinhas. Desde então a capela tem passado por diversas pinturas, com um colorido que se aclimata as casa do centro histórico. Dizem que durante as festividades o templo enfeitado fica muito bonito. Considerado um dos primeiros prédios cívicos da região, a Igreja de Santo Antônio é um dos mais belos patrimônios culturais da pacata cidade de caravelas, ficando a poucos metros de outras atrações culturais e arquitetônicas da localidade.
Igrejas en Caravelas
Igreja de Santa Efigênia
Desde a chegada dos portugueses, a região na qual se encontra a cidade Caravelas foi movimentada. Conhecida hoje pelo turismo (a proximidade com o Arquipélago de Abrolhos e a reprodução das baleias jubarte) e sua importância pesqueira, desde há muito, a localidade foi palco de lutas e resistências. Desta bela história temos poucos monumentos, mas um símbolo destes é a singela e bela Igreja de Santa Efigênia. Construída com muito sacrifício, a capela começou a ser erguida na segunda metade do século XVIII por cativos (já que escravos e senhores não se misturavam nem nas igrejas). Até a santa escolhida para ser homenageada tem uma simbologia, já que Santa Efigênia tinha origem etíope. Segundo dados históricos, a capela de Santa Efigênia, como muitas do litoral brasileiro, foi erguida com a ajuda de óleo de baleia. Reformada no século passado, a bela capela tem características modernas. Apesar da simplicidade, a Igreja de Santa Efigênia tem uma carga histórica muito grande, como símbolo de resistência e persistências das culturas que ajudaram a forjar o Brasil. Perto da rodoviária e Fórum da cidade, a bela capela é um dos muitos atrativos culturais de Caravelas e vale uma visita.
Igrejas en Caravelas
Igreja de Nossa Senhora de Lourdes
Notabilizada por suas belezas naturais, o show oferecido pelas baleias em certas épocas e a passagem de Darwin, a Cidade de Caravelas também oferece ricos roteiros culturais. Não é por menos, pois o povoado foi um dos primeiros do Brasil. Estrategicamente situado na foz do Rio Caravelas que era uma das entradas para o sertão ou interior, o local teve muita importância na época. Dentre os patrimônios materiais culturais espalhados pela região, estão o conjunto de casarios e igrejas que ficam espalhados pelos distritos de Caravelas e a região de praias Barra de Caravelas. E foi em Barra de Caravelas, no local denominado Ponta da Areia, que está localizado um dos mais belos templos da Costa das Baleias, Igreja de Nossa Senhora de Lourdes. Esta Igreja tem um dos cenários mais belos, e lembra as primeiras capelas da região, pois fica emoldurada pelo bioma de restinga, cercado de árvores típicas da região (as gameleiras) que segundo alguns já estão ali a séculos, se bobear até antes do templo. A Igreja de Nossa Senhora de Lourdes é marcada por sua religiosidade e pela festividade conhecida como “Semana do Baleeiro”, uma festa típica que tem suas raízes na época em que a pesca da baleia era permitida. Durante a mesma diversos romeiros fazem procissões quebrando o silêncio do bucólico distrito de Ponta de Areia.
Igrejas en Caravelas
Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Na virada da Era Moderna, a região de Caravelas, extremo sul da Bahia, fazia parte de Porto Seguro e, portanto, um dos primeiros locais povoados pelos europeus no Brasil. Desde aquela época aventureiros, missionários e exploradores subiam o rio que deu nome a cidade em busca de nativos, riquezas e novos horizontes. Daquela época pouca coisa ficou de pé, a não ser tradição e religiosidade que parece evocar uma época há muito esquecida. Dentro do distrito praiano de Caravelas, existem algumas construções que trazem um certo saudosismo e marcam a tradição local, como a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. Com sua fachada que evoca as capelas coloniais, singela igreja na verdade data do início do século XX, apesar da comunidade já existir quase cem anos antes. A comunidade da igreja ainda guarda os hábitos que se perderam na religiosidade das grandes cidades, como procissões, novenas e atos de devoção. Dentro de uma comunidade formada em sua maioria de pescadores, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição se emoldura nas ruas e pequenos casarios que formam a pacata e bela vila de Barra de Caravelas.
De interesse turístico en Caravelas
Passeio de Catamarã para Abrolhos
O extremo sul da Bahia possui uma bela região costeira e belos locais para se visitar com suas dezenas de praias paradisíacas e atrativos naturais e culturais. Nesta região, um dos roteiros que é bem procurado na zona turística da Costa das Baleias é o Passeio de Catamarã para Abrolhos. O mesmo parte da cidade de Caravelas (a mais próxima do parque marinho) e pode ser feito de duas maneiras, o bate e volta (no qual o barco sai bem cedo e retorna ao entardecer) e com pernoite (no qual o visitante fica hospedado na embarcação por alguns dias), lembrando que não é possível ficar hospedado nas ilhas de Abrolhos. O Arquipélago de Abrolhos é uma das poucas áreas de preservação marinha com a visitação aberta ao público e possui muitas atrações como observação de aves (que nidificam nas ilhas), mergulho livre e com cilindro, observação da vida aquática marinha ou somente contemplação. Considerado um santuário natural, entre os meses de maio e outubro você pode ainda avistar as baleias jubarte, que veem a região para ter suas crias. As instalações dos catamarãs são muito boas o que garante o conforto da viagem em todo seu percurso. São várias as operadores que fazem o roteiro, cada uma com sua embarcação característica, confira antes de contratar a visita ao arquipélago. O passeio vale a pena, pois além de conhecer um parque nacional diferente do habitual, os visitantes são brindados com a bela imagem do pôr do sol.
Ilhas en Caravelas
Ilha da Cassumba
O litoral do extremo sul da Bahia é famoso por possuir belas praias e uma rica biodiversidade. Com características marcantes, a costa da região é famosa pela presença de rios e mangues, o que explica a quantidade elevada de paisagens paradisíacas e uma fauna e flora únicos. Na região, que é entrecortada por rios que desembocam no mar, algumas ilhas se destacam, mas nenhuma como a Ilha da Cassumba. Maior ilha da região, a Ilha da Cassumba está localizada entre Caravelas e Nova Viçosa. O lugar atrai a atenção com seu visual selvagem, já que a região nunca foi efetivamente ocupada. Seus mangues fervilham de vida e suas trilhas descortinam praias vazias e tranquilas. Além destes atrativos, a ilha reúne remanescentes de mata-atlântica e cerrado, funcionando como uma região que abriga vários biomas. Os passeios para a Ilha da Cassumba geralmente partem de Nova Viçosa, mas durante o fim de tarde no município de Caravelas, é possível avistar os espetáculo das aves e do pôr do sol as margens do Rio Caravelas. Este complexo de rios, córregos e mangues formam o maior manguezal da Bahia, uma atração espetacular para os amantes do ecoturismo. Cabe ressaltar que como os moradores da região são basicamente pescadores, a região não apresenta infraestrutura, o que faz da ilha um lugar especial, com suas praias desertas e paradisíacas.
Informação Turística en Caravelas
Centro De Visitantes Instituto Baleia Jubarte - Parque Nacional Marinho dos Abrolhos
O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é umas das unidades de conservação do Brasil que ficam afastadas do continente e possui uma diversidade biológica incrível. Exclusiva pelas espécies que abriga, o local foi o primeiro do país a receber a denominação de Parque Nacional Marinho. Além de ser um dos berçários no país das baleias jubarte, o Parque Nacional atrai milhares de turistas tosos os anos, sendo um dos poucos que permitem a visitação. Acontece que a presença no arquipélago é limitada e nem sempre é possível fazer uma visita ao mesmo, já que está a setenta quilômetros da costa. Assim sendo, o parque que foi criado no início da década de 1980 fez um centro de visitantes “em terra”, na cidade que está mais perto da unidade, para que mesmo aqueles que não vão ao arquipélago possa conhecer um pouco sobre este. O Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é um local bem dinâmico e fica no município de Caravelas, entre esta cidade e Barra de Caravelas. Com o objetivo de informar os atrativos do parque, o centro é bem didático e possui diversas atrações como a réplica em tamanho real da baleia jubarte e uma praia cercada pelo belo manguezal da região. No centro do parque os visitantes são conscientizados sobre a importância das unidades e conhecem a história de Abrolhos e das espécies que habitam no mesmo.
Praças en Caravelas
Praça Santo Antônio
O litoral no extremo sul da Bahia é conhecido por suas belezas naturais como uma costa cheia de praias paradisíacas de forma quase ininterrupta. Mas este também é um dos locais históricos mais antigos do Brasil, já que foi a região onde aportaram os primeiros europeus e conquistadores. As cidades do sul baiano portanto, transpiram história, cheias de marcos culturais como a Praça Santo Antônio. Famosa pela Co-catedral de Santo Antônio e os centros culturais que a circundam, fiquei sabendo que a praça é um dos primeiros locais da região. Foi ali que começou a crescer a bela cidade que tem um misto de cidade ribeirinha com um ar praiano, como as típicas e belas cidades do nordeste e norte brasileiro. Fundada na viragem dos séculos XVII e XVIII o lugar conta com muitos marcos históricos a poucos passos de caminhada, como casarões no estilo português e arte nouveau. Dizem que o local recebeu a visita do Padre José Anchieta, quando se fundou a Vila de Santo Antônio. Com uma beleza típica de praça de cidade pequena, a de Santo Antônio, além de seus atrativos recebe tradicionais festividades da cidade. Com uma pequena área verde, uma imagem de Cristo e uma curiosa gruta, a Praça Santo Antônio é um dos atrativos culturais principais de Caravelas.
Ruas en Caravelas
Casarões de Caravelas
Famosa por suas belas praias, o extremo sul da Bahia também encanta com suas belas cidades, preciosidades do patrimônio histórico. Caravelas, conhecida como a “Princesa dos Abrolhos”, teve sua região povoada no fim do século XVI, mas os assentamentos que deram origem a cidade só se firmariam por mais de um século. Em uma região estratégica, a cidade que fazia parte da comarca administrativa de Porto Seguro, tinha um porto movimentado que trouxe muitas riquezas para a localidade, além de proporcionar acontecimentos que tornaram a cidade histórica (tal como a chegada de Américo Vespúcio, as guerras de independência e a passagem de Darwin). Além da presença jesuítica, a importância cultural e histórica da cidade se demonstra através do seu rico conjunto de casario. Os Casarões de Caravelas são definidos por vários tipos, mas os que prevalecem são os de azulejo e os em estilo art nouveau. Os primeiros são típicos da arquitetura colonial portuguesa, os azulejados (casas em azulejo além de demostrar prestígio, protegiam as residências de intempéries), que em Caravelas foram importados da colônia portuguesa em Macau. De uma beleza sem par, os casarões de azulejo podem ser vistos pelas ruas do centro histórico da cidade, que é um dos mais belos na Costa das Baleias. Já os casarões em art nouveau são mais recentes. Construídos a partir do século XIX, estes casarões representam o próspero período compreendido entre o fim do século XIX e XX. Com um belo colorido, os Casarões de Caravelas trazem um charme para o centro histórico da cidade e suas ruas estreitas de pedra.
Bairros en Caravelas
Centro Histórico de Caravelas
Com sítios históricos da era colonial e pioneiros, o sul da Bahia mescla roteiros que combinam tradição, história e belezas naturais. Assim, a cidade de Caravelas, na Costa das Baleias não é diferente. Ela notabiliza por ser um dos locais onde pousou Américo Vespúcio, além de ter sua região visitada, segundo alguns, pelo Jesuíta José de Anchieta e palco de uma das lutas durante a independência do Brasil. Localizada na foz do rio que nomeou a cidade, Caravelas apresenta o mais belo centro histórico da região turística conhecida como Rota das Baleias. São muitos os atrativos, que vão dos coloridos casarões em art nouveau, as relíquias em forma de fachada de azulejos (trazidos da colônia asiática de Macau), dois singelos e requintados templos (sendo um pioneiro no Sul da Bahia), ruas estreitas com seus pés-de-moleque e uma pacata orla no qual o tempo é regido pela maré e a rotina dos pescadores. O ponto de partida do Centro Histórico de Caravelas é a Praça Santo Antônio, que está rodeada de casarões seculares, centros culturais, abrigando ainda a Co-Catedral de Santo Antônio, uma das primeiras do Brasil. Em poucos minutos o visitante percorre este maravilhoso e bucólico centro histórico, que se destaca entre os das cidades vizinhas por manter o padrão dos casarios.
De interesse cultural en Caravelas
Biblioteca de Caravelas
Localizada as margens de uma foz histórica (na qual foi travada uma das batalhas da guerra de independência), a cidade de Caravelas no extremo sul da Bahia encanta por suas belezas naturais. O ponto mais próximo do Arquipélago dos Abrolhos, Caravelas foi desde cedo palco de ocupação nativa e europeia. A construção do vilarejo que daria origem a cidade só tomou corpo no século XVII, embora a região seja uma das pioneiras do Brasil. Desta trajetória histórica e cultural, ficaram alguns marcos, como a passagem dos jesuítas, as batalhas na independência, a passagem de Charles Darwin no Beagle, dentre outras. Alguns patrimônios materiais ficaram de pé para relembrar a trajetória marcante da cidade, como a Biblioteca de Caravelas. O prédio térreo (como são caracteristicamente as construções tombadas na região), tem uma fachada simples, com a data da construção, e restauração feitas pela Fundação Cultural do Município (que apesar e instrutiva, poderia ser feita com uma placa). Um dos diversos centros culturais da cidade, é um dos lugares onde o visitante pode ser informar sobre a trajetória desta bela cidade. Um roteiro alternativo, já que a região é notabilizada por suas belezas naturais, deve ser feito por aqueles que buscam entender a cultura regional.
Praias en Caravelas
Trilha do Marobá
Famosa por sua orla com mais de cem quilômetros de praias paradisíacas, a Costa das Baleias é uma das zonas turísticas mais movimentadas da Bahia. Opção não falta na região, que possui uma centena de roteiros e possibilidades que vão do cultural ao ecoturismo. Este aliás, é um dos pontos fortes da região marcada de mangues e biomas que fervilham vida animal. E foi na bela cidade de Caravelas, encontrei a pedagógica Trilha do Marobá (marobá é um peixe que vive nas regiões alagadiças e mangues), que tem um percurso bem instrutivo. A trilha é cheia de placas indicativas, que fazem o trajeto ser autoguiado e bem simples, além de ser uma aula de Biologia a céu aberto. A Trilha do Marobá tem seu traçado dentro dos biomas costeiros de restinga e mangue (os mais ameaçados do Brasil junto a Mata Atlântica) com diversas árvores típicas da região, devidamente identificadas e mirantes no qual o visitante pode observar a fauna, flora e o belo visual que os rios Marobá e Caravelas proporcionam. Para se fazer a trilha, o visitante deve ficar atento para as placas que indicam a praia do Quitongo e Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. Seguindo na direção da Praia do Quitongo, a Trilha do Marobá fica a esquerda. Um percurso indicado a crianças, famílias e amantes da natureza, a trilha é uma bela perspectiva da Costa das Baleias.
Atividades em Caravelas
GetYourGuide
(1)
101,33
GetYourGuide
(2)
96,92
GetYourGuide
52,87
GetYourGuide
(1)
66,08
GetYourGuide
45,71
GetYourGuide
(6)
43,17
GetYourGuide
(5)
56,39
GetYourGuide
(3)
56,39
GetYourGuide
120,71
GetYourGuide
117,18
GetYourGuide
113,66
GetYourGuide
(1)
29,96
GetYourGuide
(1)
49,34
GetYourGuide
(4)
50
GetYourGuide
23
GetYourGuide
114,54