MINUBE
Continuar na app
Abrir
Aonde queres ir?
Gostas de Lombardia ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

Praças em Lombardia

Abadias em Lombardia Aeroportos em Lombardia Aldeias em Lombardia Áreas de Lazer em Lombardia Bares em Lombardia Bodegas em Lombardia Caminhadas em Lombardia Campos de Golf em Lombardia Castelos em Lombardia Cataratas em Lombardia Catedrais em Lombardia Cemitérios em Lombardia Centros Comerciais em Lombardia Centros de Estética em Lombardia Cidades em Lombardia Circuito Ciclismo em Lombardia Concertos em Lombardia De interesse cultural em Lombardia De interesse desportivo em Lombardia De interesse turístico em Lombardia Discotecas em Lombardia Espectáculos em Lombardia Esqui em Lombardia Estações de Autocarros em Lombardia Estações de Comboio em Lombardia Estádios em Lombardia Estátuas em Lombardia Estradas em Lombardia Exposições em Lombardia Feiras em Lombardia Festas em Lombardia Fortalezas em Lombardia Igrejas em Lombardia Ilhas em Lombardia Informação Turística em Lombardia Jardins em Lombardia Lagos em Lombardia Lojas em Lombardia Mercados em Lombardia Miradores em Lombardia Monumentos Históricos em Lombardia Museus em Lombardia Palácios em Lombardia Parques Temáticos em Lombardia Portos em Lombardia Praças em Lombardia Praias em Lombardia Pueblos de vacaciones em Lombardia Racetracks em Lombardia Reservas Naturais em Lombardia Rios em Lombardia Ruas em Lombardia Ruínas em Lombardia Salas de Concertos em Lombardia Sítios arqueológicos em Lombardia Sítios insólitos em Lombardia Spa em Lombardia Teatros em Lombardia Templos em Lombardia Universidades em Lombardia Vales em Lombardia Zonas de Compras em Lombardia Zonas para sair em Lombardia

90 praças em Lombardia

Praças en Milão
Piazza Duomo
(72)
De planta regular e ampla, é o centro vital da cidade, ponto de encontro dos milaneses para celebrar importantes eventos. Boa parte da praça é ocupada pela Catedral Duomo, com sua imponente fachada em estilo gótico. Em frente ao monumental Duomo, o Palazzo Carminati, enquanto as laterais maiores da praça se contrapõem simetricamente os Pórticos Meridional e Setentrional. Estes últimos dão acesso à Galleria Vittorio Emanuele II. O último lado é fechado pelo Palazzo dell’Orologio. Durante todo o ano a Piazza Duomo é ocupada por vendedores de souvenirs, em barracas sob os pórticos, ambulantes que fogem ao primeiro sinal de fiscalização, milhares de turistas e suas histéricas máquinas fotográficas, vendedores de migalhas ou milho para pombos, trabalhadores do centro em frenético vai e vem e artistas de todos os tipos que oferecem um pouco de contemplação ou audição em troca de umas moedas. A praça pulsa e vive como poucos lugares do mundo. Quando visitar a Piazza Duomo, tenha cuidado com os batedores de carteiras, não aceite as pulseiras grátis que os africanos oferecem (que de grátis não têm nada); não compre objetos dos vendedores ambulantes, ou correrá o risco de pagar uma multa que pode chegar a três mil euros; Não compre migalhas nem ofereça comida aos pombos, pois isso também é proibido, apesar do efeito fotográfico e nem tente entrar na Duomo de bermudas ou ombros de fora. Se em Roma como os romanos, em Milão, como os milaneses.
Praças en Milão
Piazza dei Mercanti
(16)
Um dos lugares mais interessantes de Milão, a Praça dei Mercanti foi construída no século XIII e está localizada no coração medieval da cidade. Eu fui logo no meu primeiro dia de estadia em Milão, buscando com curiosidade pequenos buracos na parede que, segundo me disseram, serviam para os mercadores comunicarem-se entre si, desde a época do Renascimento. Não encontrei nenhum. Mas, aparentemente, o lugar também guardava outros segredos. Como o casal da fotografia.
Praças en Milão
Praça della Scala
(12)
Para encontrá-la é muito fácil, atravessando a galeria Vittorio Emanuelle. Nesta praça está um dos templos da ópera, La Scala; admito que tive que buscar, porque eu esperava um edifício mais ostensivo. Leonardo está ali também!
Praças en Bergamo
Praça Vecchia
(14)
Praça da cidade velha é o coração de Bergamo. Adquiriu a sua atual aparência entre 1440 e 1493. No centro é a fonte Contarini, o prefeito veneziano, que foi construído no século XVIII. No loop, que faz fronteira com a praça, ergue-se o Palazzo della Ragione; acima da varanda no século XVI, San Marcos de León se lembra o nome de República de Venecia. É uma praça muito bonita e aparece apenas uma esquina, os edifícios mais importantes de uma cidade estão localizadas ali.
Praças en Brescia
Piazza Paolo VI
(7)
Se preciosa é a Piazza della Loggia, não fica atrás a de Paulo VI, anteriormente conhecido como a da cúpula. Talvez estejamos no único lugar do mundo onde duas catedrais estão praticamente unidos. A Sé Velha, também conhecida como Rotonda, do século XII e é um dos edifícios medievais mais singulares dos poucos de pedra circular existentes. O Duomo novo adossado praticamente ao anterior mencionado, é uma construção que teve lugar 1604-1825. Tem dois estilos diferentes que podem ser vistos. Barroco e rococó. Ao seu lado está o Broletto que é o mais antigo palácio público da cidade, que foi sede dos tribunais e que atualmente abriga a prefeitura e secretarias municipais. No mesmo você pode ver a Torre Cívica e a Loggia (varanda) chamada a dos gritos.
Praças en Brescia
Piazza della Loggia
(10)
Das primeiras cidades que quería conhecer da Itália foi Brescia, pois na Universidade estudamos uns projectos de Renovação Urbana nos Centros Históricos e Brescia era um exemplo a seguir. O Palácio Loggia (Câmara Municipal), de estilo renascentista, da nome a esta praça , que é considerada a mais bela da cidade. Dados do ano 1433. No lado sul da praça estão as fachadas dos Montes da Piedade que datam dos séculos XV e XVI, quando há lápides da época romanas. Nesta área está a oficina turística. A leste, está o relógio astronômico do século XVI.
Praças en Vigevano
Piazza Ducale
(4)
A Piazza Ducale em Vigevano, é muito parecida com qualquer praça grande da espanha. Em uma praça de forma de retângulo alongado . Ele é a principal atração da cidade, e foi premiada com o quinto lugar entre as praças mais bonitas da Itália. Ludovico Sforza foi construída entre os anos de 1492 e 1493, tempo recorde. Ludovico demoliu o antigo palácio da cidade de Vigevano para assim criar mais espaço.
Praças en Bergamo
Praça do Relógio
(4)
Este lugar parece ser muito curioso. É a cidade de Bérgamo, conhecida por seu aeroporto de baixo custo, perto de Milão. Vale muito a pena visitar a cidade ao invés de vê-la apenas do aeroporto. A protagonista da cidade é a Praça do Relógio, onde encontramos o Duomo e o mais famoso santuário de Bérgamo. O curioso sobre este lugar é que todos os dias, desde a idade-média, eles tocam o sino 100 vezes, indicando o toque de recolher que acontecia na cidade, era um aviso para fecharem as portas da muralha, desse modo ninguém da cidade baixa poderia entrar e roubar.
Praças en Bergamo
Praça Mercato delle Scarpe
(3)
A charmosa Praça Mercato, como o nome já diz, era onde se realizavam as feiras e mercados na época medieval. É o centro antigo da cidade de Bergamo e que hoje reúne restaurantes e lojas de souvenires. Para quem vai de caminho aos pontos turísticos mais importantes da cidade tem que passar pela Praça Mercado delle Scarpe. Recomendo parar num dos seus restaurante para tomar um lambrusco! ;) Pedida de chefe, heim... E se você for no mês de agosto (calor infinito), um gelato é a pedida.
Praças en Como
(5)
Praças en Bergamo
Praça Vittorio Veneto
(1)
É, sem dúvida, uma das praças mais bonitas da cidade baixa. Ela tem quatro pórticos que a cercam e é dominada por um obelisco que data de 1781 e pela torre de Caídos, criada por Piacentini. Na praça encontramos o edifício do Banco Popular de Bergamo e a sede da Associação dos Artesãos. A praça é uma parte importante da cidade, fica logo após a Porta Nova, que leva à cidade alta. Na esquerda começa a Sentierone, a avenida central da Bergamo.
Praças en Milão
(3)
Praças en Milão
(1)
Praças en Mantova
(1)
Praças en Cremona
Piazza Stradivari
(1)
A Piazza Stradivari em Cremona forma um “L” e é fruto de diversas mudanças no tecido urbano, mantendo sempre a sua vocação comercial, marcada pela presença histórica da feira que acontece duas vezes por semana desde 1780. Denominada “Platea Capitanei” do século XIV ao século XVI por causa da torre e do prédio ocupado pelo Capitano del Popolo em 1270. Chamada “Platea Parva” no mapa produzido por Antonio Campi em 1853 e mais tarde traduzida como Piazza Piccola, como um apêndice da Platea Maior, ou Piazza Maggiore, como era chamada a atual Piazza del Comune, poucos metros mais acima. A praça passou por diversas transformações, mas a sua localização central a manteve como centro dos acontecimentos, vizinha que é da praça principal da cidade. É na Piazza Stradivari que se recebem visitantes ilustres, eventos culturais. Do mesmo modo, mudou de nome algumas vezes, no decorrer dos séculos. Até 1999 se chamava Piazza Cavour, em homenagem a um herói nacional. Foi então rebatizada em homenagem ao cremonese mais ilustre, sinônimo de violino em todo o mundo: Antonio Stradivari, cuja estátua se encontra no ângulo de intersecção da praça em que se forma o “L”. A estátua é uma obra contemporânea do escultor milanês Floriano Bodini, em que o mestre luthier é representado com um aluno que recebe um violino. Música, tradição e cultura, além de uma gastronomia rica e convidativa, estão bem representados nesta que é a praça dos cremoneses.
Praças en Bergamo
(2)
Praças en Mantova
(5)
Praças en Milão
(4)
Atividades em Lombardia
Civitatis
(212)
89
WOW
Civitatis
(124)
129
Impressionante