Na app poderás ver muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde queres ir?
Gostas de Norte ?
Partilha com todo mundo
Entrar com Google +

Catedrais em Norte

9 Catedrais em Norte

Catedrais en Porto
Sé Catedral do Porto
(54)
O edifício mais importante de Porto é a Sé, situada na zona alta da cidade (Batalha) junto às muralhas antigas. Para chegar até lá o melhor é apanhar o funicular dos Guindais. Foi declarada monumento nacional e ao longo da sua história tem sofrido muitas alterações e reconstruções, pelo que apresenta uma mistura de estilos. Começou a ser construída no século XII.
Catedrais en Braga
Catedral de Santa Maria - Sé de Braga
(11)
Um dos monumentos mais importantes de Braga é sem dúvida a sua Sé que têm uma carga simbólica tão importante para todo o país que popularmente se criou a expressão “Mais velho que a Sé de Braga” quando nos queremos referir a algo mesmo muito antigo. Foi das Sés que visitei que mais gostei de conhecer, com uma arquitectura muito nórdica, entrar nesta sé e olhar para o seu tecto leva-nos para um país nórdico onde os tectos dos edifícios são maioritariamente de madeira, o que não acontece no resto de Portugal. À conta deste e de outros pontos arquitectónicos, a sua visita torna-se obrigatória para quem gosta de conhecer! Com túmulos como por exemplo de Henrique de Borgonha, conde de Portugal e da sua esposa Teresa de Leão, pais do primeiro Rei de Portugal, D. Afonso Henriques, esta é composta por vários edifícios formando um só, sendo vários deles capelas, cada uma com uma vocação diferente, que demonstram bem a vocação religiosa que a cidade de Braga e a sua população têm, sendo esta uma das características mais presentes na cidade. Devido à sua arquitectura, mas acima de tudo pela simbologia e por todos os sentimentos à volta da Sé de Braga, para mais ou menos religiosos, este é um dos edifícios mais do que obrigatórios para quem visita Braga.
Catedrais en Viseu
Catedral da Sé de Viseu
(6)
Passagem obrigatório
Catedrais en Lamego
Sé de Lamego
(2)
A Sé de Lamego fica no centro histórico da cidade, e é um edifício que combina a austeridade do barroco, a experimentação do gótico e a leveza renascentista. Esta miscelânea de estilo, resulta muito bem, e deve-se quer aos tempos distintos em que as diversas partes da Sé foram finalizados, quer às inúmeras proveniências e influências dos artistas responsáveis por edificá-la: Um ourives portuense, um pintor italino ou o arquitecto português João Lopes.
Catedrais en Porto
Cláustro da Catedral de Porto
(3)
A Catedral de Porto continua sendo um templo de de clara influencia romana e mantém, em seu interior, uma jóia da arte gótica portuguesa. Se trata do espetacular claustro datado do XIV - XV, sob os auspícios de João I de Portugal. No pátio central do claustro vemos uma cruz de pedra grande. No entanto, um dos aspectos que chamam a nossa atenção são os fabulosos paineis de azulejo que cobrem as paredes das galerias inferiores, estes painéis que datam do século XVIII mostram cenas inspiradas no Cântico dos Cânticos e no Canto sagrado de David sagrado. Do claustro é possível acessar a Casa do Cabildo na qual é possível contemplar o "tesouro da catedral."
Catedrais en Miranda do Douro
Catedral de Miranda do Douro
(2)
Esta escultura é a mais curiosa que vi em toda a cidade de Miranda, fiquei alucinado! É uma escultura em madeira policromada que está em uma caixa de vidro no interior da Catedral, é o mais característico e representativo da cidade, apesar de seu tamanho (cerca de 40cm de altura). O "Menino Jesus da Cartolinha" também chamado de "Menino Jesus do Chapéu Alto" é precisamente o que representa a escultura, mas tem sua particularidade exposta na vitrine que são os seus trajes. São vários trajes(ternos) de cores distintas, meias, camisas... Parecia um autêntico boneco digno de qualquer prateleira de loja de brinquedo! Sua existência se deve a uma lenda: Dizem que esta criança apareceu para as tropas portuguesas para enchê-las de ânimo quando estavam perdendo para os espanhóis na guerra hispano-lusa, e que quando ao final venceram, esculpiram esse menino em madeira, e o adornaram com um chapéu alto, uma bola na mão esquerda e um distintivo no peito. Portanto, pareceu-me realmente curioso. Não percam, a escultura se encontra na capela lateral que está a direita do altar maior; Eu quase saio sem o ver, porque é tão pequena a vitrine onde se encontra que quase não se destaca dentro deste enorme templo.
Catedrais en Miranda do Douro
Catedral de Miranda do Douro
(3)
Deslumbrante vista sobre o Douro , perfeito , muito bom.
Catedrais en Bragança
Claustro da Catedral da Sé Velha
O claustro da catedral antiga é acessado por uma porta localizada no interior da igreja. O conjunto foi reformado no século XVIII, a Catedral teve vários muitos usos ao longo da sua história, foi transferido da diocese de Miranda. O claustro tem dois níveis: o fundo coberto por uma galeria de arcos semicirculares e o topo com janelas (eram as dependências do antigo convento). Tem uma planta quadrada e no centro existem jardins bonitos e bem cuidados.
Catedrais en Bragança
Catedral de Nossa Senhora Rainha
A Catedral de Nossa Senhora MS. Reina é a nova Igreja Catedral de Bragança, inaugurada em 2001. Apelidada como a "Catedral do milênio" por ser a única construída em Portugal nos últimos quatro séculos, para meu gosto é uma atrocidade. Está na área de expansão da cidade, em uma Praça que, aos meus olhos, não é nada mais do que uma grande massa de concreto dos mais inóspitos. Foi projetada pelo arquiteto Baçal rosa e é construída em pedra, granito e ardósia. Tem não menos de 10.000 m2, pentagonal e interior é como um anfiteatro, seguindo a inclinação do terreno. No fundo, na parte inferior, está o Altar principal, formado por um grande mural de cerâmica forro toda parede, desenhado por Mario Silva, no qual há um Cristo vestindo uma túnica, com braços estendidos. Nos lados do altar, há duas capelas laterais: a Capela de Nossa Senhora dos Graças e a divina do Senhor Passos e das Confissões. A primeira diocese na região foi criada em Miranda em 1545 mas em 1770 foi criado em Bragança, coexistindo ambas até o século XVIII. A primeira catedral foi construída na Praça onde era antiga igreja dos jesuítas. Com a expulsão das ordens religiosas, o edifício passou para as mãos do estado e hoje abriga o Centro Cultural e biblioteca de Bragança, ficando como uma igreja paroquial. Portanto, a construção de uma nova catedral foi criado por volta de 1.950. A primeira pedra foi colocada em 1981, mas não foi até 2001, quando finalmente aberto, houve vários atrasos nas obras, grandes lacunas de orçamento, finanças, falência de construtores, etc. Horário de funcionamento: terça a domingo, 9: 30-12 e 17-13.30 h. Há missa aos domingos às 17:00.